Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Cármen Lúcia vota contra prazo para Lira pautar impeachment

A ministra afirmou que estabelecer um tempo limite para a análise dos pedidos seria interferir na independência do Poder Legislativo
Cármen Lúcia vota contra prazo para Lira pautar impeachment
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A ministra do STF Cármen Lúcia votou contra a possibilidade de fixar um prazo para o presidente da Câmara, Arthur Lira, analisar os pedidos de impeachment contra Jair Bolsonaro.

Cármen Lúcia, que é relatora do caso, entendeu que a Constituição não estabelece um limite de tempo para que os pedidos sejam pautados. Segundo ela, impor um prazo feriria a independência entre os Poderes.

A imposição de prazo, pelo Poder Judiciário, para a realização do ato pretendido (análise das denúncias apresentadas para apuração de responsabilidade do Presidente da República), macularia o princípio da separação dos Poderes, assegurado no art. 2o da Constituição da República.”

A ministra afirmou que “não há inércia legislativa nem carência normativa na regulamentação do instituto constitucional do impeachment”.

A votação ocorre em plenário virtual. Os demais ministros têm sete dias para se posicionar.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO