Cármen rejeita HC a Picciani

Telegram

A ministra Cármen Lúcia julgou inviável o habeas corpus pedido pela defesa de Jorge Picciani que pretendia revogar a prisão preventiva do deputado estadual do Rio.

Picciani foi denunciado pelo Ministério Público Federal por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa em fatos apurados na Operação Cadeia Velha.

A defesa argumenta que prisão preventiva representa ‘manifesto constrangimento ilegal’ e que, por se tratar de parlamentar detentor de mandato eletivo, ‘afronta a Constituição da República e a do Estado do Rio’, que exige autorização legislativa para a prisão.

 

Comentários

  • Getulio -

    Isso, Ministra! Mostre novamente que não é sócia da fabriqueta de HC, a qual tem operado moto perpetuo, com ou sem ajuda de senhas, deixando alguns encapados com fundilhos malcheirosos.

  • Amilcar -

    Prende a defesa também, mostra que esse país é sério e, antes que me esqueça, manda a OAB cassar o registro desses vigaristas que se dizem advogados.

  • Edu -

    As Constituições sendo usadas para soltar um parlamentar no qual sobre si pesam graves acusações. O Brasil precisa de uma nova Assembleia Nacional Constituinte. URGENTE!

Ler 24 comentários