ACESSE

Cármen segue mesma linha de Fachin

Telegram

Cármen Lúcia segue a mesma linha de Edson Fachin para negar o pedido de liberdade de Lula.

Disse primeiro que a ação nem deveria ser analisada no STF, porque fatos levantados contra Sergio Moro ainda não foram julgadas pelas instâncias inferiores.

Avança agora para o mérito, sobre a tese de parcialidade do ex-juiz. Disse que se assim fosse, todo o Judiciário também estaria sob suspeição, por terem confirmado os atos de Moro.

A bomba-relógio que vai estourar no colo de Jair Bolsonaro. E no seu

Comentários

  • Adriano -

    Luladrão morra na prisão!

  • Euclydes -

    Calma petralha, o nine já tá preso mesmo. E ainda tem mais processos.

  • Silvando -

    A justiça precisa prestar jurisdição aos demais brasileiros, chega desse Lula corrupto, não adianta querer soltar o homem, vem mais condenação nas costas dele.

Ler 10 comentários