Carne Fraca: mesada de R$ 4 mil reais para os fiscais corruptos

Para evitar problemas, um dos diretores do Grupo Madero decidiu dar uma mesada de R$ 4 mil por mês para os fiscais corruptos do Ministério da Agricultura. Segundo Junior Durski, dono da empresa, afirmou à Veja, foi uma decisão pessoal do executivo.