Carreiro deixa processo de leniência da UTC

Raimundo Carreiro, amigo de Aroldo Cedraz, deixou a relatoria do processo de leniência da UTC.

Até hoje, ninguém sabia que Carreiro era o relator do caso, que está sob sigilo.

O ministro foi mencionado pelo delator Ricardo Pessoa como beneficiário de R$ 1 milhão, via Tiago Cedraz, para aprovar a licitação e o contrato para obras em Angra 3. Carreiro e Tiago são investigados no mesmo processo no Supremo.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200