Carro fúnebre

Telegram

“Cadê o Queiroz?”

É a pergunta que os generais de Jair Bolsonaro estão fazendo.

Um futuro ministro disse a Andréia Sadi que o empréstimo que o presidente eleito diz ter feito ao motorista foi para comprar um carro.

QUAL É O PAPEL DOS MILITARES NO NOVO GOVERNO? SAIBA MAIS AQUI

Quando a repórter questionou os assessores de Jair Bolsonaro sobre os funcionários que apareciam no relatório do Coaf, eles responderam que “quem teria mais detalhes seria o chefe de gabinete de Bolsonaro, Jorge Francisco, que faleceu em abril de 2018”.

O Antagonista avisou ontem:

Culpar o morto não vale

Comentários

  • cristina -

    Eis que sai o primeiro cadáver do armário, é assim que começa. O jogo de empurra só piora a situação.Melhor usar as redes e esclarecer tudo. Afinal, quem elege santos? Todos sabemos como funcio

  • José -

    Antagonista vai pra Abadiânia....estão precisando de médiuns lá...nós aqui queremos notícias não ego

  • Marcos -

    Isso só "funciona" com a Dona Marisa...

Ler 121 comentários