Carros oficiais na lista de cortes

Telegram

O governo estuda reduzir o uso de carros oficiais.

Só no Poder Executivo, cerca de mil autoridades têm acesso à regalia, ao custo anual de R$ 150 milhões.

“A economia que uma mudança desse tipo pode gerar não é significativa, mas é questão de racionalização da máquina”, disse o secretário executivo adjunto do Ministério do Planejamento, Rodrigo Toledo Cota, à Gazeta do Povo, considerando a magnitude do déficit fiscal de R$ 159 bilhões em 2017 e 2018.

Ele ponderou que há um problema de segurança a ser resolvido, porque, além dos riscos para autoridades realmente mais expostas, muitos secretários precisam ter acesso a áreas em que só é possível entrar com carro credenciado.

Comentários

  • Sissi -

    Um milhãozinho aqui, outro ali... De grão em grão... Se economizar os milhões em remédios vencidos, e outros desperdícios...

  • Verdade -

    Noticia velha. A impressaviva noticiou tem muito tempo.

  • Lisa -

    Corta tudo, sem dó nem piedade.

Ler 32 comentários