ACESSE

Carta branca na Cultura

Telegram

O “tal Roberto Alvim“, que ganhou “carta branca” de Jair Bolsonaro para cuidar da Cultura, tentou contratar a própria mulher quando era diretor da Funarte para gerenciar R$ 3,5 milhões que seriam aplicados no espaço cultural Plínio Marcos.

O Globo, neste sábado, publicou o convite de Roberto Alvim e a resposta de sua mulher, aceitando a oferta, que foi revogada posteriormente.

Toffoli x Gebran. SAIBA MAIS AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 112 comentários