A carta de Bolsonaro

O marqueteiro de Michael Bloomberg defende que Jair Bolsonaro “abandone o discurso agressivo e escreva, do leito do hospital, uma carta à Nação deixando claro que apoia a democracia e que não levará ao Planalto uma agenda racista e homofóbica”.

Segundo Sônia Racy, o contato com o marqueteiro foi feito por alguém da ala de Luiz Philippe de Orleans e Bragança e “tem como objetivo combater a rejeição de Bolsonaro”.

Comentários

  • Kalá -

    'A esperteza é a forma mais refinada da burrice'. Frase do meu pai. O dia que Bolsonaro virasse um "esperto" ... Impensável. Quem escolhe votar em NÃO-esperto escolheu J Bolsonaro. Eu hein

  • Carlos -

    Essa questão de desconstrução do Bolsonaro foi criada por parte da mídia, liderada pela Globo, sobre essas questões, que é fundamental um trabalho forte da equipe dele desconstruindo essas inver

  • Rogemon -

    Como disse vice dele, o General Mourão, a vitimização de bolsonaro já deu no saco!!

Ler 342 comentários