Caso Marielle pode não ser concluído em 2018, diz secretário

O general Richard Nunes, secretário de Segurança do Rio, falou à Agência Brasil e disse que os assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes podem não ser elucidados neste ano.

“Eu sempre falei com essa cautela. Eu nunca fiquei dizendo negócio de data. Existe a possibilidade de fechar? Existe. E existe a possibilidade de a gente ter um pouco mais de dificuldade e levar um pouco mais de tempo”, declarou Nunes.

A vereadora do PSOL e seu motorista foram mortos a tiros em 14 de março, no centro do Rio.

 

Comentários

  • REVOLTADO -

    Tem gato na tuba!

  • LRC -

    Enquanto isso, o mentor curte a vida, certamente em Brasília, certamente resguardado por algum HC, certamente dançando e bebendo muito.

  • Fhritz -

    Bandidos safados! Assassinaram a vereadora comunista e o pobre rapaz que a acompanhava e no local do crime não deixaram um cartão de visitas com endereço e telefone para contatos!!

Ler 12 comentários