Caso Marielle pode não ser concluído em 2018, diz secretário

O general Richard Nunes, secretário de Segurança do Rio, falou à Agência Brasil e disse que os assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes podem não ser elucidados neste ano.

“Eu sempre falei com essa cautela. Eu nunca fiquei dizendo negócio de data. Existe a possibilidade de fechar? Existe. E existe a possibilidade de a gente ter um pouco mais de dificuldade e levar um pouco mais de tempo”, declarou Nunes.

A vereadora do PSOL e seu motorista foram mortos a tiros em 14 de março, no centro do Rio.

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 13 comentários
  1. E os outros 60.000 assassinatos por ano podem ser elucidados? E a prevenção (mudança de leis, benefícios aos presos etc.etc.), o que está sendo feito para evitar tanta barbaridade, os politícos

    1. Uns candidatos só querem por a polícia na rua, nem existem tantos policias. Mudar a legislação, o código penal, tolerância zero e um governo que presta, eis a solução!!!!!

    2. …não se tocam!!! São coniventes com tantos assassinatos! Uma vergonha mundial!!! Qual é a causa da indiferença dos legisladores e do governo? São cúmplices!!!!!!

  2. Melhor o Antagonista parar de ser antagonico com Bolsonaro, porque quem ganha com isso é o Lula e o PT, a não ser que isso seja o que o Antagonista deseja! Favorecer o PT com noticias antibolsonaro

  3. Você que está indeciso, não fique mais, essas eleições é o Brasil acima de tudo X a ORCRIM acima de todos, o que você escolhe? Vamos salvar nossa pátria da ORCRIM, votando unido B17 1º turno