ACESSE

Casos de violência disparam na fronteira com a Venezuela

Telegram

A crise migratória em Roraima fez com que os casos de roubo, furto, tráfico de drogas, armas e combustíveis crescessem exponencialmente em Pacaraima, cidade do estado que faz fronteira com a Venezuela.

A Polícia Civil do município divulgou que, em 2017, foram registradas 1.100 ocorrências referentes a esses delitos, número três vezes superior ao de 2016.

A superintendente da PF em Roraima, delegada Rosilene Gleice Santiago, disse ao jornal Folha de Boa Vista:

“A Venezuela resiste em compartilhar os bancos de dados que tem porque não admite a crise. É uma situação em que a gente administra os efeitos, mas o que está por trás é outra problemática que foge ao nosso controle.”

A ditadura de Nicolás Maduro fugiu ao controle há muito tempo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 12 comentários