ACESSE

CASTELLO BRANCO: 'É UMA OPORTUNIDADE HISTÓRICA"

Telegram

Roberto Castello Branco, o futuro presidente da Petrobras, conversou com exclusividade com O Antagonista.

Qual é o plano?

“A Petrobras estará perfeitamente alinhada com as diretrizes do Presidente Bolsonaro e do Ministro Paulo Guedes para transformar o Brasil numa nação próspera, sem privilégios e com liberdade para empreender sem o peso do Estado.”

O que deve ser privatizado e o que deve ser mantido sob controle estatal?

“A Petrobras será orientada para focar esforços na aceleração da exploração do enorme estoque de riqueza natural contido no pré sal.

O objetivo é maximizar retorno para seus acionistas, especialmente para o povo brasileiro, seu principal acionista.

Isso será buscado direcionando recursos para a exploração e produção do petróleo e gás natural, abandonando o emprego de práticas monopolistas.

O uso mais eficiente do capital requer o desinvestimento de atividades onde a Petrobras não é a dona natural, como a distribuição de combustíveis, refinarias, petroquímica e outras.”

Como evitar que a Petrobras seja saqueada mais uma vez?

“A Petrobras vem fazendo um bom trabalho na área de compliance para minimizar os riscos de repetição do saque ocorrido durante os governos petistas. Continuaremos a dedicar toda a atenção para eliminar as oportunidades para corrupção.

Entretanto, acredito que o maior antídoto contra a corrupção é o funcionamento de um mercado de petróleo e gás competitivo e vibrante.

A abundância de petróleo mudou a história da Noruega. Podemos e temos capacidade para alcançar resultados semelhantes.

A Petrobras estará completamente engajada para ajudar o Brasil que ingresse numa nova trajetória de crescimento, se libertando da quase estagnação das últimas décadas.

É uma oportunidade histórica e não só eu mas toda equipe econômica está comprometida em realizar o sonho de muitos milhões de brasileiros.”

 

O futuro do Brasil: venha discutir com DIOGO MAINARDI, MARIO SABINO, CLAUDIO DANTAS e convidados. AQUI

Comentários

  • Estéfano -

    Sou a favor da privatização, porém para privatizar primeiro tem que ter competitividade. Governo hoje obriga a Petrobrás a subsidiar o preço. Empresa privada não pode ser obrigada.

  • Renato -

    Mais um para ajudar na roubalheira. Sabe nada sobre extração de petróleo, custos, tecnologias... comera pela mão dos corruptos efetivos que roubaram e continuarão roubando a empresa!! Chama o lad

  • Otacilio -

    Disse tudo o que eu queria ouvir. Sem demagogia. Que continue estatal, por enquanto, mas funcionando como empresa privada visando atender os interesses dos consumidores e de seus acionistas.

Ler 92 comentários