Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Causa-nos estranheza a insistência de tentar restringir os direitos políticos de magistrados"

A Associação dos Juízes Federais do Brasil acaba de divulgar nota sobre a nova tentativa da Câmara de emplacar a quarentena eleitoral
“Causa-nos estranheza a insistência de tentar restringir os direitos políticos de magistrados”
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) acaba de divulgar uma nota, que O Antagonista publica em primeira mão, em que manifesta preocupação com a nova tentativa, ainda hoje na Câmara, de impor quarentena eleitoral de cinco anos para juízes.

“Apesar de respeitar a prerrogativa do Congresso Nacional para promover alterações na legislação, a entidade não vê outro sentido na proposta que não de penalizar agentes públicos que cumpriram suas funções e optaram pelo caminho da política.”

O texto continua:

“A Ajufe não apoia e sempre se manteve contrária à possibilidade de magistrados se candidatarem a cargos eletivos ainda no exercício da atividade jurisdicional, não admitindo que mesmo juízes licenciados lancem candidaturas. Entretanto, causa-nos estranheza a insistência de alguns parlamentares de tentar restringir os direitos políticos de cidadãos que cumpriram seus papéis como magistrados e, posteriormente, resolveram trilhar outros caminhos.”

A Ajufe conclui a nota dizendo confiar que “os partidos políticos vão tratar desse tema de maneira responsável, promovendo amplo debate com a sociedade civil organizada para atender os anseios dos cidadãos brasileiros”.

Leia também: Emenda da ‘quarentena’ é golpe

Mais notícias
TOPO