CCJ do Senado retoma proibição de indicações políticas

Telegram

A manobra de deputados derrotados nas urnas não deu certo — por enquanto, pelo menos.

A CCJ do Senado acaba de aprovar relatório de Antonio Anastasia que retoma a proibição de indicações políticas em estatais e agências reguladoras — algo que havia sido derrubado pela Câmara por meio de projeto que alterava a chamada Lei das Estatais.

O texto agora vai para a Comissão de Fiscalização, antes de ser apreciado no plenário.

Caso a proposta fosse mantida como veio da Câmara, parentes de ministros, dirigentes partidários ou legisladores poderiam participar do controle de estatais e agências reguladoras, assim como outras pessoas que tenham atuado na estrutura decisória de partido político ou em campanha eleitoral nos 36 meses anteriores à nomeação.

Comentários

  • JOSÉ -

    Nessas hora, parece que tem que matar o mal pela raiz, e a raiz são esses políticos irresponsáveis.

  • Amilcar -

    Ou se limpa esse país maravilhoso, ou jamais vamos andar para frente para sermos de primeiro mundo,não só economicamente, mas também civilizatoriamente. (TEXTO Não CENSURADO)

  • Brasil -

    Esquerdopatia provoca deficiência cognitiva. Tenho dito.

Ler 20 comentários