Celso de Mello: “É preciso esmagar e destruir esses agentes criminosos”

Os ânimos na segunda turma estão exaltados como raramente se viu no Supremo. Os ministros se manifestam de forma enfática pela prisão de Delcídio Amaral, mas foram além.

O decano Celso de Mello usou em seu voto palavras fortíssimas contra a Orcrim do PT. Segundo ele, o caso revela “gestos de perversão da ética do poder e do Direito”.

“O contexto que emerge do caso revela fato gravíssimo: a captura do Estado e de instituições governamentais por organizações criminosas. É preciso esmagar, é preciso destruir com todo o peso da lei – respeitada a garantia constitucional – esses agentes criminosos.”

O Antagonista apoia o “esmagar” e o “destruir”.

O PT será esmagado