ACESSE

Celso de Mello nega apoio a decisão de Marco Aurélio

Telegram

O ministro Celso de Mello negou, em nota, ter concordado com a decisão de ontem de Marco Aurélio que soltava todos os presos condenados em segunda instância.

“Embora conhecida sua decisão a respeito da presunção constitucional de inocência, manifestada nos votos vencidos que proferiu nesta corte, o ministro Celso de Mello não teceu qualquer comentário, tampouco declarações, a respeito da decisão sobre o tema proferida ontem pelo ministro Marco Aurélio. O ministro Celso de Mello adotou tal postura não apenas por orientação de ordem pessoal, notoriamente pautada pela discrição, mas, também, por força da Lei. O artigo 36, inciso III, da Lei Orgânica da Magistratura, veda ao magistrado “manifestar, por qualquer meio de comunicação, opinião sobre processo pendente de julgamento, seu ou de outrem”.

Decano do STF, Celso de Mello já se manifestou diversas vezes, em votos e entrevistas, contra a execução antecipada da pena. Mas desta vez, não apoiou a forma como o colega quis impor esse entendimento.

Até o general Hamilton Mourão já comentou a história do ex-motorista de Flávio Bolsonaro CONFIRA AGORA

Comentários

  • Davi -

    Mello versus Mello. A parada foi sinistra então.

  • Amilcar -

    Se fosse só para soltar o Lula, ele até que apoiaria Marco Aurélio, mas como era para soltar 200.000, ele pediu arrego e se disse contra.

  • alberto -

    Aposenta Marco Aurélio. Basta de suas sandices. Terminou de manchar a sua medíocre vida .

Ler 93 comentários