Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Centrão não quer derrubar Guedes, mas interessa vê-lo mais vulnerável

Com a benção do governo, líderes do bloco partidário querem enfraquecer o ministro da Economia politicamente
Centrão não quer derrubar Guedes, mas interessa vê-lo mais vulnerável
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A aprovação da convocação pela Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (6) por um placar elástico de Paulo Guedes para fornecer esclarecimentos sobre a offshore mantida por ele nas Ilhas Virgens Britânicas dá a medida do desgaste do ministro da Economia no Congresso, diz a Crusoé.

“Em razão de seu estilo ‘trombador’, ou seja, pouco afeito ao flexível jogo político de Brasília, Guedes jamais conseguiu falar o mesmo idioma das lideranças políticas da Câmara e do Senado. Nos últimos tempos, no entanto, o fastio dos parlamentares, em especial os do Centrão, em relação ao titular da Economia, aumentou significativamente. Motivo: para os expoentes do bloco fisiológico, Guedes virou o principal entrave para fazer deslanchar os acordos eleitoreiros celebrados com o governo destinados a tirar Jair Bolsonaro das cordas.”

“A ideia, sussurram líderes do Centrão nos bastidores, é enfraquecê-lo politicamente para que Paulo Guedes fique mais vulnerável às pressões, indecorosas ou não, por ações eleitoreiras. A estratégia conta com a bênção de setores do governo.”

Assine a Crusoé e leia aqui.

Mais notícias
TOPO