Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

CEO de empresa na mira da CPI admite cobrança de 'aditivo' em contratos com Roberto Dias

CEO de empresa na mira da CPI admite cobrança de aditivo em contratos com Roberto Dias
Foto: Anderson Riedel/PR

A CEO da VTC Log, Andreia Lima, admitiu ter cobrado o ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias pela assinatura de um aditivo de R$ 18 milhões em favor da empresa. O valor era 1.800% maior do que o avaliado pela área técnica da pasta.

Em entrevista a O Globo, ela, apesar disso, negou que tenha pago propina para manter seus contratos com o governo.

Na segunda-feira (19), o jornal revelou que Robero Dias e a CEO da VTCLog, Andreia Lima, trocaram 135 telefonemas entre abril de 2020 e maio de 2021, como mostra a quebra de sigilos.

Segundo a empresária, as cobranças faziam parte do esforço da empresa de resolver uma pendência que se arrastava há mais de um ano.

“Começamos a enfrentar problemas porque os voos foram paralisados e precisávamos distribuir insumos para o ministério como álcool em gel, máscaras… Em virtude de uma situação que a gente nunca tinha vivido, o diretor de logística foi o contato para organizar essa logística.”

Andreia Lima negou que os telefonemas tenham ligação com as cobranças.

Venho cobrando esse aditivo desde 2019. É um assunto que a gente vem tentando resolver desde o primeiro faturamento. As ligações eram, em geral, para tratar de questões operacionais dos nossos contratos (com o ministério).”

Mais notícias
TOPO