Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Cerco ao ‘dono’ do Pros não inibe farra com fundo partidário

Após voltar ao comando do partido, em março do ano passado, Eurípedes Júnior se incluiu na folha de pagamentos da sigla, com salários de 28,8 mil reais por mês
Cerco ao ‘dono’ do Pros não inibe farra com fundo partidário
Foto: Divulgação

Enquanto lideranças do Congresso articulam um aumento do fundo de campanha para os candidatos gastarem nas eleições do ano que vem e planejam mudanças na legislação eleitoral para afrouxar a fiscalização sobre as despesas partidárias, a farra com o dinheiro do contribuinte dentro dos partidos continua em prática até por quem já entrou na mira da polícia, diz a Crusoé.

“É o caso do presidente nacional do Pros, Eurípedes Júnior, que chegou a ser afastado do comando da legenda no início de 2020, depois que vieram à tona os gastos milionários com itens de luxo e para fins pessoais com recursos do fundo partidário. Na lista estão um helicóptero de 2,4 milhões de reais, uma mansão de 4,5 milhões de reais no Lago Sul, em Brasília, e viagens para a Europa, Estados Unidos e Caribe. Com uma bancada de apenas onze deputados, o partido fundado por Eurípedes recebeu 21,6 milhões de reais do fundo partidário em 2020.”

“A prestação de contas do Pros feita à Justiça Eleitoral mostra que, após conseguir retomar o comando do partido, em março do ano passado, Eurípedes se incluiu na folha de pagamentos da sigla, com salários de 28,8 mil reais por mês.”

Leia mais aqui. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO