Cerveró cita Geddel, Renan, Jader…

O Estadao noticia que Nestor Cerveró, em depoimento a Sérgio Moro sobre a participação de Lula no petrolão, “os nomes de Geddel Viera Lima e Renan Calheiros, no episódio em que o PMDB do Senado teria passado dar sustentação política a ele no cargo, em troca de propinas para as campanhas do partido”. O ex-diretor da Petrobras também citou Jader Barbalho e Sillas Rondeau.

“Delcídio tinha transito muito grande, ele tinha sido do PSDB. Inclusive, quem indicou ele para a Petrobras, em 1999, foi o PMDB, foi o pessoal do Geddel, o Jader Barbalho. E esse pessoal orientou o ministro Sillas (Rondeau, Minas e Energia), que fazia parte do grupo, a que me procurasse.”

E ainda:

“Com a ocorrência do mensalão, o PMDB, na figura do ministro Sillas Rondeau, que era ministro do PMDB, que entrou em substituição a ministra Dilma, que foi para a Casa Civil, ele me chamou e disse que o PMDB do Senado, porque havia essa divisão, passaria a também me apoiar, então eu acertei com ele., Foi quando eu conheci o Renan Calheiros.”