Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

CFM diz que não mudará parecer sobre 'autonomia' para receitar kit-Covid

Na Câmara, conselheira do órgão afirma que é preciso ter mais 'humildade' e que só o conselho federal e os regionais podem dizer o que é ético na medicina
CFM diz que não mudará parecer sobre autonomia para receitar kit-Covid
Foto: Divulgação

O Conselho Federal de Medicina afirmou nesta quinta (4) que não vai mudar o parecer sobre a autonomia do médico para receitar o medicamento que achar necessário contra a Covid —incluindo cloroquina e ivermectina, comprovadamente ineficazes contra a doença.

Em depoimento à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara, a conselheira do CFM Rosylane Nascimento das Mercês Rocha alegou que os médicos são livres para receitar os medicamentos do kit-Covid para o chamado tratamento precoce, se acharem necessário e com o consentimento do paciente.

“Sobre a medicação que está sendo prescrita, se o paciente concorda e ele [médico] se sente seguro em fazer essas prescrições, ele também está sendo protegido pelo parecer. O parecer não recomenda nenhum tipo de prescrição, nem de cloroquina nem de hidroxicloroquina nem de outra medicação”, disse Rocha.

A conselheira afirmou ainda que “o que nós precisamos é ter mais humildade e aguardar mais estudos. As pessoas que são contrárias a determinadas terapêuticas só leem os artigos contrários. Aquelas que são favoráveis só leem, muitas vezes, os artigos que são favoráveis”.

E, ainda mais espantosamente, sustentou que só quem pode dizer o que é ético ou não na medicina são o CFM e os conselhos regionais da profissão.

A única surpresa é o nome do órgão não ter sido mudado ainda para Conselho Bolsonarista de Medicina, já que ele permanece intensamente empenhado em livrar a cara de Jair Bolsonaro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....