Chamem os quenianos

O Estadão escancara de forma vexaminosa o fracasso do sistema ferroviário brasileiro: locomotivas e vagões andam, numa média geral, a menos de 10 km/h, velocidade inferior aos indicadores de 2001.

A reportagem diz que “um maratonista olímpico conseguiria superar os trens que circulam em vários trechos da malha nacional”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 53 comentários
  1. Me repetindo, mas o farei à exaustão, é preciso fortalecer as agências reguladoras (todas) para, como o nome diz, REGULAR as atividades prioritárias entregues à iniciativa privada corretamente. Os governos anteriores as destruíram por interesses ideológicos e para provar que as privatizações foram um erro.

  2. E quem jogou a última pá de cal nas ferrovias brasileiras, mesmo?!
    .
    Ah! Sim! Juscelino kÚbitschek!
    .
    Ao menos a paga por todas as suas traições à pátria será o tormento no fogo eterno.

  3. Conversa fiada, a RUMO (antiga ALL) maior empresa ferroviária do Brasil teve um faturamento recorde no ano passado de R$ 3,675 bilhões e esta estendendo a malha para o centro-oeste

  4. A partir de 1950 o Brasil deixou de investir em ferrovias, em beneficio da montadoras de automóveis,desde a fundação da FNM. Há neste País um variação inaceitável de bitola de ferrovias, de forma que um vagão não pode continuar na outra. O trajeto da poucas ferrovias que há no Brasil é delirante; produção agrícola do Mato Grosso só pode ser escoada pelo os por tos do sul do País,etc.

  5. Me lembro bem que uma das bandeiras do FHC, na primeira campanha à presidência, era fortalecer o sistema ferroviário do País. Quanta mentira! Esse projeto esbarraria nos interesses de São Paulo e de Serra, patrocinados por indústrias do transporte rodoviário. Volvo? Tem outras?
    A verdade é que se os colocarmos, juntamente com o PT de Lula no Poder, eles terminam a obra: destruição do que resta do sistema ferroviário no Brasil. Só não vê quem não quer.

  6. CRIME DE LESA PÁTRIA, só um otário não enxerga o que esta ocorrendo com a malha ferroviária Brasileira. Foi entregue para grupos que simplesmente NÃO DEIXAM A COISA CRESCER OU MELHORAR E, POR OUTRO LADO, NÃO DEIXAM A COISA PARAR. Deu para entender!! Aposto uma caracu sem gelo e um sanduba de mortadela que por traz destas empresas que administram as ferrovias estão os verdadeiros donos….Scania, Volvo, Mercedes Benz, Ford, Fiat….e, também suas primas, Good Year, Firestone, Micheline, Dunlop….!. Pois é, isso e o que eu acredito.
    O custo do frete de uma (1)tonelada de soja transportada de caminhão do Mato Grosso até Paranaguá quando comparada com a mesma tonelada transportada por trem leva uma surra. ISSO É CUSTO BRASIL. Os governantes atuais e passados levam grana nessa história!!.

  7. Ferrovias ? Hidrovias ? Isso é coisa de país atrasado !
    No Brasil, transporte bom tem que queimar petróleo, tem que rodar sobre pneus, tem que andar sobre estradas asfaltadas.
    Mas acima de tudo : tem que dar lucro para as montadoras estrangeiras, às petrolíferas e aos “Jacobs Baratas & Nenês Constantinos” !

  8. Sistema esse que foi privatizado há um certo tempo , e não funcionou. Por isso defendo equilíbrio no discurso entreguista, essa propaganda neoliberal custeada por esses grupos de pré adolescentes deve ser moderada urgentemente. Devemos lutar por um estado eficiente e necessário. Nem 8 nem 80. Brasil acima de tudo.

    1. Estado eficiente no Brasil???
      Nestes tantos anos…de tentativas…de fracassos…você quer de novo tentar o que não dá certo…!
      No Brasil, estatal, só se não houver monopólio e houver livre concorrência…caso contrário…NÃO FUNCIONA…e digo mais, estatal sem o Tesouro Nacional no final de cada ano cobrir o déficit…como era com CSN, Cosipa, Telebras, etc…Todo ano o Tesouro Nacional tinha que cobrir os déficits das estatais…sem contar o cabide emprego…corrupção…politicagem…etc..

  9. Isso é uma das maiores vergonhas que passamos, se bem que vergonha aqui no ajuntamento, é regra não exceção. Dizer que nos EUA existem mais 200 mil km e aqui nem 10% disso é o fim da picada. Bom, isso é nada quando se sabe que quase metade da população não tem esgoto.

  10. SABINO E MAINARDI…VOCES TEM IDEIA DO TAMNHO DA LEGIFERANCIA NO PERIODO LULLO-DILLMONICO ?
    O TAMANHO DA INTROMISSAO ESTATAL NO MERCADO PELA VIA DE LEIS TRAVESTIDAS DE BONITINHAS E POL. CORRETAS ?
    POIS É…A IMPRENSA NAO VAI ATRAS DISTO MAS SAIBAM QUE TUDO ERA EXTORSAO !
    QUE NAO PAGAVA , TOMAVA ALGUMA LEIZINHA LADINA NA AREA DE ATUAÇÃO !!
    QUEM PAGAVA, GANHAVA CONTRATOS OU EMPRESTIMOS DO BNDES…
    O SETOR FERROVIARIO, EM BOA PARTE NAS MAOS DE EMPRESAS AMERICANAS ,NAO PAGOU !!!
    MAS TBM NAO RECEBEU, EMPRESTIMOS QUE PEDIU!!!

  11. OS GOVERNOS NAZIPETISTAS FUNCIONAVAM ASSIM “TENHO MAIORIA NO CONGRESSO” (VIA MENSALAO ALIAS) E SE VOCE NAO ME PAGAR ,CRIO UMA LEI QUE VAI DIFICXULTAR SEUS LUCROS”…
    A QUEM DIGA QUE ALGUNS SETORES PAGARAM ,OUTROS NAO…

  12. EXISTEM COISAS QUE NO BRASIL NAO SE FALA, NAO SE DIZ…
    HA QUEM ACUSE O SETOR FERROVIARIO- O QUE SOBROU DA PESSIMA OPERAÇÃO DE PRIVATIZAÇÃO FEITA POR FHC ALIAS- DE ESTAR EM MAOS PRIVADAS DESDE O SECULO 19…!
    MENTIRA ! ASSIM COMO É MENTIRA QUE OS MILITARES SUCATEARAM O SETOR,
    MENTIRA !!
    OS GOVERNOS PETISTALS LULLODILLMONICOS ERAM PRODIGOS EM CRIAR LEIS DE DIFICULDADE PARA SETORES QUE NAO LHE PAGASSEM FACILIDADES…O REFERENDO DE ARMAS E O ESTATUTO FORAM NESTA MECANICA MAS ZÉ DIRCEU ESQUECEU QUE O MERCADO CIVIL RESPONDIA POR MENOS DE 1% DO FATURAMENTO DAS POUCAS 04 FABRICAS QUE AINDA EXISTIAM A EPOCA!! O GOVERNO SEMPRE FOI O MAIOR COMPRADOR. NAO FUNCIONOU A AMEAÇA. MAS FUNCIONOU COM OUTROS SETORES QUE NAO PAGARAM ,ENTRE ESTES , O DE FERROVIA.
    TODO MUNDO SABE MAS NINGUEM ABRE A BOCA !

  13. O desmonte da RFFSA que começou com Juscelino e teve seu ápice na ditadura militar, é um dos maiores crimes já cometidos contra o país! E, o lulopetismo que tanto se batia contra isso, ao chegar ao poder ignoraram a questão é continuaram com a sociedade do governo com a Fetranspor e seus associados canalhas!! Tudo nesse c* de mundo sempre andou pra trás!!

  14. NAO PRECISA COMPARAR O ATRASO COM ALGO TAO ,…EXAGERADO.
    MAS É VERDADE !
    POR COINCIDENCIA, ONTEM SILVIO BERLUSCONI AO ENUMERAR ALGO DE BOM QUE OS 04 SUCESSIVOS GOVERNOS DE ESQUERDA FIZERAM APONTOU O RELATORIO DAS FERROVIAS DO ESTADO QUE MOSTRARAM QUE LÁ NA ITALIA, OS TRENS ESTAO MAIS RÁPIDOS E NA MEDIA DA VELOCIDADE DOS OUTROS PAÍSES DA EUROPA .
    AQUI, PARA QUEM CRESCEU 0% DE 2012,13,14,15,16,17,NO PIB…SÓ O FATO DE ALGUM TREM AINDA EXISTIR, É ALGO A SE PENSAR !
    OS PETISTAS ,TALVEZ DEVIDO AO PESO, NAO CONSEGUIRAM NOS ROUBAR AS LOCOMOTIVAS !!!!

  15. Um dos passeios mais deliciosos na minha opinião é o de trem. Até a metade dos anos 80 ainda tinha trens circulando no interior paulista, mas depois que privatizaram o setor ferroviário, acabou! Provavelmente por ser um transporte BARATO. Tudo o que favorece o bolso do cidadão é sucateado nesse país. Provavelmente a indústria automobilística deve ter um dedo também nesse sucateamento.

  16. Exatamente.
    Logística brasileira em nível da África sub-saariana.
    Isso que deu 15 anos de PT dando dinheiro do BNDES para ditaduras africanas, em vez de investir no estrutura país.
    PT transformou o Brasil em uma Guiné-Bissau piorada, em todas as áreas.

  17. A culpa de tudo isto começou com o Visconde de Mauá, por medo do Paraguai usasse a nossa malha ferroviária, ao adotar a largura dos trilhos com 90 cm..
    Ou será que fazer estrada de ferro não dá “lucro”…?

  18. Políticos e empresários do setor de transporte rodoviário, todos bandidos ladroes, desmantelaram a rede ferroviária do país para ficarem milionários. Ficaram ricos e empobreceram o país.

    1. Correto, o ferro e os produtos agrícolas do Centro Oeste vem perdendo o mercado internacional justamente por conta do preço do transporte rodoviário.

  19. O catastrófico sistema ferroviário brasileiro é obra dos milicos tacanhos de 64 que apostaram todas as fichas no sistema rodoviário. Todo país de dimensões continentais(EUA, Rússia, Índia, Canadá) tem seu transporte pesado baseado em ferrovias.

  20. Quando petróleo era barato, em 1973, antes do primeiro choque, já lá há 45 anos…era e é hoje muito mais vantajoso e econômico, transportar por via férrea, qualquer carga, cuja distancia seja maior que 400 km. Sem contar que tira muitos caminhões das estradas, diminui consideravelmente acidentes, há menos demora nas entregas, menos afastamento por acidente, menos despesas medicas e hospitalares, etc…