Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Chefe da Funag, que virou ‘bunker olavista’ do Itamaraty, é exonerado

Fundação organizou palestras de bolsonaristas e disseminou informações falsas sobre a pandemia
Chefe da Funag, que virou ‘bunker olavista’ do Itamaraty, é exonerado
Foto: Ricardo Padue/Funag/MRE

O diplomata Roberto Goidanich foi exonerado nesta segunda (12) da presidência da Funag, a fundação de pesquisas e estudos do Itamaraty.

A exoneração foi publicada no Diário Oficial.

Goidanich exercia a função desde março de 2019, ainda no começo do governo Bolsonaro. Ele é ministro de segunda classe, a ‘patente’ na diplomacia logo abaixo da de embaixador.

Durante a presidência de Goidanich, a Funag sediou várias palestras e eventos com influenciadores bolsonaristas.

Leia mais:

Documentos mostram que Itamaraty foi usado para disseminar fake news sobre a pandemia

YouTube deleta vídeo de fundação do Itamaraty por risco de “danos graves ou morte”

“Bunker olavista” custa R$ 14,4 milhões ao Itamaraty

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO