Chefe da Receita na Lava Jato denuncia ‘desmonte’

Roberto Leonel, chefe de inteligência da Receita na Lava Jato, enviou a Deltan Dallagnol uma carta em que denuncia o “desmonte” da Receita Federal a partir das mudanças aprovadas pela Câmara do projeto de lei 5864/2016, que trata da carreira dos auditores fiscais.

Segundo Leonel, “se aprovado nos exatos termos na parte não remuneratória, pode abrir margem a uma indesejável ingerência política, catastrófica para uma instituição respeitável e tão necessária para a sociedade”.

Leonel, servidor de carreira há 31 anos, comanda o Escritório de Pesquisa e Investigação (Espei) da 9.ª Região Fiscal, sediada em Curitiba, base da Lava Jato. Cabe à essa área de Inteligência da Receita todo o levantamento técnico/contábil da operação.

Para o auditor, o substitutivo do projeto original “poderá trazer, em caráter específico à Lava Jato, reflexos concretos de descontinuidade do nosso trabalho de investigação e, até, de impedimento de atendimento tempestivo das demandas da Justiça Federal que vimos realizando já há três anos”.

Faça o primeiro comentário