ACESSE

Chefe de gabinete de Gabrielli recebia propina na sede da Petrobras

Telegram

Na delação em que detalhou a divisão da propina na construção da Torre Pituba, em Salvador, o empresário Alexandre Suarez revela pagamentos de propina na sede da estatal, no Rio de Janeiro.

Segundo o delator, Armando Tripodi, então chefe de gabinete de Sergio Gabrielli, presidente da empresa à época, recebeu 100 mil reais por mês em dinheiro vivo entre fevereiro e novembro de 2010, totalizando 1 milhão de reais.

Tripodi foi beneficiado com a grana, ainda de acordo com Suarez, porque agiu na diretoria e no conselho da Petrobras para que a Mendes Pinto Engenharia vencesse a licitação do empreendimento na capital baiana.

Os pagamentos eram feitos por Paulo Afonso, um dos sócios da Mendes.

AS NOVAS SUSPEITAS CONTRA RENAN. Leia aqui

Comentários

  • Paulo -

    Recebia no gabinete da presidência e presidente nada via ou percebia. Os ptistas realmete são tão ingênuos!

  • Jose -

    Alguém poderia apontar um petista que seja honesto e não esteja metido em corrupção ?

  • JOSE -

    Gabrielli está sendo enlaçado na Operação. Se apertar o laço vai colocar nais alguns figurões e figuronas na roda. Os de Pasadena ainda estão se esgueirando.

Ler 17 comentários