Chega de flerte

Além de demitir Joaquim Levy, o PT vai partir para cima do PMDB, no tal documento a ser divulgado hoje, segundo a Folha:

“A situação congressual agravou-se também pela preponderância, dentro da bancada do PMDB na Câmara dos Deputados, de sua ala mais reacionária, capitaneada pelo deputado Eduardo Cunha. Depois de conquistada a presidência da Casa, o parlamentar rapidamente pactuou com o bloco PSDB-DEM e assumiu a liderança de uma agenda para contrarreformas, além de flertar com o impeachment presidencial.”

O Brasil torce para Eduardo Cunha “pactuar com o bloco PSDB-DEM”, parar de só flertar com o impeachment e tirar logo Dilma Rousseff do Planalto.