Chequer deixa Vem Pra Rua e disputará governo de SP

O Vem pra Rua divulgou nota dizendo que seu líder, Rogerio Chequer, decidiu desligar-se do movimento. Como já publicamos, ele deve se candidatar pelo Novo em 2018 ao governo de São Paulo.

Leia abaixo a nota do movimento:

“Vem Pra Rua comunica que seu líder, Rogerio Chequer, decidiu desligar-se do movimento.

A decisão decorre do posicionamento suprapartidário do Vem Pra Rua, pelo qual membros que optem por concorrer a cargos eletivos devem se afastar do movimento.

Engenheiro de produção pela Poli-USP, e Sócio-Diretor da empresa SOAP, Chequer foi um dos fundadores do movimento Vem Pra Rua, em setembro de 2014. Desde então, participou ativamente, ao lado de líderes em todo o país, nas lutas que o movimento enfrentou nesses últimos 3 anos.

O Vem Pra Rua agradece a dedicação, deseja sucesso nesta nova etapa de vida do Chequer e reafirma seu compromisso de continuar o trabalho pela renovação da política brasileira e no combate perene à corrupção.”

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 72 comentários
  1. FFAA , se até este quer ser governador, ao invés de trabalhar no congresso para mudar este pais.
    POR FAVOR e por AMOR A PÁTRIA que está sendo SANGRADA dia a dia, BOTE A TROPA NA RUA.

  2. PRECISAMOS de candidatos HONESTOS e LIBERAIS para a CAMARA e SENADO, este que poderia ser um candidato para o congresso , analisou melhor e apesar de não ter nenhuma experiencia na gestão publica, e verificou que no executivo deve ser muito mais fácil para ROUBAR.
    ACABOU DE PERDER MEU VOTO até para SINDICO, biG F.D.P.

    1. Concordo cara!!
      Esses liberais, conservadores vão virar tudo bandido!!
      Fora todos eles!!
      Ano que vem, quero votar em alguém do PSDB, do PMDB ou do PT pra governador
      Renovação não funciona!

      rsrsrs

  3. Isso é fantástico. Depois de um Geraldo “Esquerda Pra Valer” Alckmin, ter um Rogério Chequer com o partido Novo no governo de SP seria Brilhante.

  4. Ué, ele não ia se candidatar a Dep. Federal???? Já mudou de idéia?????
    Está querendo subir rápido demais para cargo executivo.
    Pode ter boa formação, mas falta-lhe experiência para tal cargo.
    Voto não!

  5. O caminho inexorável do processo político brasileiro. Surge um líder ou um empresário “apartidário””. Se projeta no cenário público. É absorvido pela política partidária que está corrompida pelo sistema político viciado. Lá dentro, ou adere ou é expelido. Do que idealizava, nada pode realizar, o sistema impede. Ou adere e começa a enganar os “eleitores” ou sai ou é expelido. Sem profunda reforma institucional que impeça criminosos políticos de continuar atuando na política e criando sistemas de impunidade e de auto preservação no poder, nada, mas nada mesmo pode ser prometido ou realizado em prol dos interesses da Nação.

  6. Chequer tem todo o direito de se candidatar ao Governo de SP, mas se não renovar a Assembléia Legislativa, não fará absolutamente nada!!!
    Vale para o Congresso e para Camara de Vereadores!!!

  7. É um dilema por que os grupos acabam se tornando grupos políticos.
    Se alguém que se destacar, por ajuda ou não da mídia, não poder se candidatar, o quadro político nunca será renovado. Nenhum desconhecido ganha voto.
    Minha discordância com VPR é de sua premissa básica de que eles acreditam que as instituições estão funcionando. Mas não está mesmo!!!
    Ao contrário do MBL, que apesar de boas inciativas se perde para o partidarismo e muitas vezes parece a imprensa tradicional seletivista.
    Análise superficial não serve. Então vamos ficar de olho.

  8. Esse é um imbecil que está se achando. Não se elege nem vereador. O grande problema desses “líderes” é exatamente isso. Fazem o que fazem com um objetivo pessoal. Promoção e se eleger pra mamar como fazem os que eles criticam.

  9. Nascendo mais um pelego a ser cortado na raiz. Se aproveitam dos movimentos, ganham um pouquinho de “IBOPE” e se acham na plenitude política. Mais um mentiroso e aproveitador se lançando.

    1. Eleição com essas urnas eletronicas é perder o domingo. A bandidagem escolhe os candidatos e quem vai ganhar as eleições. Os militares, miliatares, militares?….Ainda existe alguém por lá? Foram comprados ou fugiram para os montes!

  10. Se Chequer for candidato a Governador por São Paulo pelo Paetido Novo , meu voto será nele .
    Presidente Bolsonaro , Chequer Governador. Basta de Tucanos , encheu o saco , são “ladroes de casacas”.

  11. Ontem mesmo O Antagonista informou que ele seria candidato a de pu ta do federal. Hoje, diz que é candidato a governador.
    Aliás, por que O Antagonista colocou a palavra D E P U TA D O no filtro? Sei que é um palavrão, mas deveria ser liberado criticar esses caras.

  12. Na noite desta terça-feira, durante a entrega do prêmio Brasileiro do Ano pelas revistas IstoÉ, o tema da sucessão presidencial estava no ar.
    .
    O juiz Sergio Moro foi o principal homenageado. Muitos gostariam de tê-lo como presidente. Seu discurso foi o mais aplaudido, o que revelou o tamanho do seu prestígio.
    .
    O senador Álvaro Dias entrou mudo e saiu calado. Entregou um prêmio e quase não foi notado, mas aproveitou os holofotes disponíveis.
    .
    O apresentador de TV Luciano Huck fez o segundo discurso mais aplaudido da noite. Disse que não será candidato, mas que não deixará de atuar politicamente. Parece que ele gostaria de ser presidente. Será um eleitor importante.

    1. O prefeito de São Paulo, João Doria, se saiu muito bem. Foi muito cordial com o presidente Temer. Colocou-se de forma clara e, de certo modo, modesta. Parece que aprendeu rápido com as derrapadas que andou dando. Apresentou-se como opção certa para o futuro.
      .
      O prefeito de Salvador, ACM Neto, ainda que não seja candidato, é nome cobiçado para integrar chapas presidenciais. É aprovado por 80% dos soteropolitanos e também se apresentou como opção para o futuro.
      .
      O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, pré-candidato assumido, fez um discurso sóbrio no falar e eloquente nos argumentos.
      .
      Temer foi, como sempre, elegante. Foi bastante aplaudido. Se ele só tem 5% de aprovação, quase todos que o aprovam estavam ali.
      .
      Pelos cantos, comentava-se a ausência de Alckmin.

  13. Não voto em SP, mas talvez fosse uma alternativa, afinal precisamos renovar né? Quanto a começar no Vem pra rua, qual o problema? O candidato tem que ser conhecido né? Lula começou no sindicalismo, Dória na TV, Aécio com a família etc… nisso não cabe crítica é normal.

    1. Também penso assim. Antes ele do que os mesmos caciques de sempre com a velha arte de fazer política.

      São pessoas com essa visão liberal que o país precisa para sair da estagnação que se encontra
      Terá meu voto, e farei campanha

  14. NAO CENSURE EDITOR, POSTE MINHA POSIÇÃO…
    EU, PAULO BOCCATO, 54 ANOS, CIDADÃO, SÓ VOTAREI EM QUEM APOIAR JAIR BOLSONARO !
    VALE PARA O GOV. DE SP, ASS. ESTADUAL , FEDERAL E SENADO .

  15. É aquele líder de movimento de rua que critica seletivamente corrupção. Tem corrupção invisível para ele, aquela que lhe rende uns trocados. Thank you, I will pass, esperando por um candidato que valha alguma coisa.

    1. Está com receio de perder a tua teta ? Calma que não é o próposito do Chequer se agarrar numa teta !

    1. Negativo. Liberais, e conservadores (não confundir com reacionários!) sabem que a melhor forma de mudar e promover as reformas necessárias é entrar para a política e assim contribuir diretamente com propostas de redução da máquina pública, e consequentemente a diminuição de atos ilícitos e corrupção.

      Se não gosta dos liberais, vote na esquerda ou no nacionalista verde oliva que mama no estado há três décadas sem nada de bom aprovar. Fica a dica.

    1. Votarei no Partido Novo e no Chequer sim! Quem critica o Chequer vai fazer o que? Votar em ladrão condenado (Lula)? Votar no preguiçoso/ inútil do Haddad? PT e esquerda NUNCA MAIS