EXCLUSIVO: CHEQUES DA COMPRA DO SÍTIO SÃO DE SUASSUNA

Não bastassem as já nebulosas circunstâncias da compra do sítio de Atibaia, o MPF descobriu que Jonas Suassuna é o dono dos três cheques usados para o pagamento da propriedade.

A descoberta derruba a última versão apresentada por Lula de que Jacó Bittar adquiriu o sítio e repassou os recursos para Fernando Bittar adquirir o imóvel, formado por dois lotes.

Na versão de Lula, Bittar pagou R$ 500 mil pelo lote com a casa e Suassuna pagou R$ 1 milhão pela outra metade, de terra nua. Mas agora se sabe que todos os cheques administrativos debitaram da mesma conta de Suassuna.

O MPF também ressalta a participação direta de Roberto Teixeira no negócio, além dos indícios de que a Odebrecht pagou parte da reforma, assim como um funcionário de José Carlos Bumlai.

Há também menção à compra da cozinha Kitchens pela OAS e a compra de pedalinhos por Marisa Letícia, por meio de um segurança de Lula, como revelado por O Antagonista.

O MPF descobriu ainda que o contrato de compra e venda do sítio foi assinado em 5 de agosto, com o pagamento de um sinal. E que houve uma combinação com os vendedores para que o restante fosse pago “após as eleições”.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200