Chico Rodrigues deveria se licenciar, diz presidente do Conselho de Ética

Chico Rodrigues deveria se licenciar, diz presidente do Conselho de Ética
Foto: Pedro França/Agência Senado

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Jayme Campos (DEM), afirmou há pouco que Chico Rodrigues deveria se licenciar do mandato para “esclarecer a verdade” sobre o dinheiro encontrado entre suas nádegas.

Campos deu a declaração logo após participar de reunião com Davi Alcolumbre, na residência oficial do Senado.

“Se eu fosse ele, eu pediria uma licença por 121 dias para não ter nenhuma dúvida de que ele quer, de fato, esclarecer a verdade. E a verdade, com certeza, será na medida em que este inquérito poderá transformar em processo e ele, o que alega na própria representação, poderá certamente tentar coagir do exercício do mandato alguma pessoa ou outra, quem quer que seja, para que naturalmente não seja retratada a verdade.”

Como mostramos, aliados de Chico Rodrigues aconselham o senador a se antecipar à votação no plenário do Senado sobre seu afastamento, determinado por Luís Roberto Barroso. Assim, Rodrigues terá tempo para fazer a sua defesa para o Conselho de Ética da Casa.

“É humanamente impossível, você não pode, em hipótese alguma, votar remotamente uma matéria tão importante como a cassação ou possível cassação ou alguma pena que possa receber o senador Chico Rodrigues”, concluiu Campos.

Leia mais: Deputados federais custam R$ 189 mil por mês aos pagadores de impostos; senadores, ainda mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 14 comentários
TOPO