Chico Rodrigues não comprovou origem lícita de dinheiro que tinha no corpo, segundo PF

Chico Rodrigues não comprovou origem lícita de dinheiro que tinha no corpo, segundo PF
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

No relatório sobre a busca e apreensão na casa de Chico Rodrigues, a Polícia Federal disse que o senador não conseguiu comprovar a origem lícita do dinheiro que tinha na cueca entre as nádegas.

Para a PF, isso significa que é “altamente provável que decorram de ganhos de crime de peculato praticado em virtude dos contratos superfaturados investigados.Tais valores, assim, provenientes de atividade ilícita, foram localizados de forma oculta, a materializar o delito de lavagem de ativos”.

“Não bastasse, a conduta revela ainda que o autor do fato criou embaraços à investigação, já que, sob o controle policial no momento de arrecadação das provas dos crimes pelos quais ele é investigado, ele atua de maneira subterrânea, a ocultar em seu corpo, em regiões íntimas, o produto do crime”, afirma o relatório enviado a Barroso.

O ministro determinou o afastamento de Chico Rodrigues do Senado por 90 dias, diante do flagrante. Agora o Senado tem de decidir se mantém a decisão ou não.

Leia mais: Dinheiro nas nádegas: e se você não soubesse disso?
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 11 comentários
TOPO