Chip da corrupção

Chip da corrupção
Ceitec (divulgação)

A Polícia Federal cumpre agora de manhã 29 mandados de busca e apreensão em nove municípios de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Trata-se de desdobramento da Operação Descarte, que apura crimes de sonegação fiscal, corrupção lavagem de dinheiro e evasão de dividas envolvendo o Ceitec, estatal conhecida por fabricar o “chip do boi”.

A investigação também recai sobre o BMG. A Justiça Federal determinou o bloqueio de R$ 100 milhões dos investigados e determinou o afastamento de dois diretores do banco.

Segundo a PF, funcionários do Ceitec receberam propina para contratação de uma empresa de tecnologia que superfaturava componentes eletrônicos. No caso do banco, os diretores investigados teriam desviado recursos por meio de contratos simulados de prestação de serviços, direcionando parte do dinheiro para pagamento de propina a agentes políticos com influência na estatal.

Leia mais: Crusoé, a revista que fiscaliza de verdade TODOS os poderes.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 13 comentários
TOPO