Chope em troca de votos

O Ministério Público do Paraná abriu procedimento para investigar nove empresas do município de Cianorte, a 540 km de Curitiba, que estariam tentando induzir seus empregados a votar em seus candidatos, informa Fausto Macedo.

Conhecida como voto de cabresto, a prática configura crime eleitoral.

A investigação foi aberta com base em documentos indicando que as empresas prometeram benesses aos funcionários em troca de votos.

Entre elas, uma comemoração com churrasco e chope de graça caso o candidato dos patrões se eleja no primeiro turno. Em alguns casos, havia avisos de que quem votar em candidatos rivais será “expulso” dos festejos.

 

Você está preparado para lidar com a eventual volta do PT ao poder? Leia AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 38 comentários
  1. E as urnas petistas??? E carreatas com petistas travestidos de verde e amarelo ofendendo o povo? O voto é secreto e o shop e churrasco vai ser gratuito. Não terá sanduíche de mortadela. Será por

    1. Quem recebe o bolsa família não deveria ter o direito de votar, pois é o voto cabestro que o PT soube explorar como nenhum outro partido

  2. O que dizer dos carros de som de Dilma falando sobro fim do Bolsa Família em 2014? Ah, esqueci, quem julga e quem cometeu o crime é da mesma turma, então pode. Fazem parte do pútrido sistema..

  3. O empresário que ameaça com demissão quem votar contra seu candidato, é criminoso. Mas é bom lembrar que o voto é secreto e ninguém é obrigado a dizer em quem votou. Se ameaçar, finja.

    1. Acredite se quiser mas no Brasil é crime… Agora pagar mesada travestida de programa social e obter um montante de votos acima de qualquer perspectiva natural não é!