Chumbo grosso em Mato Grosso

Citado na delação premiada de Silval Barbosa, o seu antecessor no governo de Mato Grosso, Pedro Taques disse ao Estadão que Silval “roubou 1 bilhão de reais, devolve 76 milhões e vai ficar dois anos em prisão domiciliar na sua cobertura”.

Pedro Taques afirmou ainda que “hoje saiu a notícia de que a mulher dele roubou dinheiro de caixão de defunto, de óculos, de dinheiro para criança aleijada”.

Para completar, o governador disse que “o tapete da sala que eu ocupo era diferente. Roubou o tapete!”.

O chumbo é grosso em Mato Grosso.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 11 comentários
    1. .
      Ser DELINQUENTE de alto quilate, dos que roubam dezenas de milhões; centenas; e bilhões, realmente é o Grande Negócio na aldeia Tabajara.
      Vender sentenças e dívidas públicas também é tentador.
      .
      Montar açougues e empreiteiras, idem.
      — Há melhor negócio do que um aporte subsidiado do BNDES, de 2 bilhões em 20 dias e aplica-lo no Mercado Financeiro?
      — Não tem preço.

      — Seja otário, faça como eu: monte uma empresa do Zero.

      — Sou Condenado pela Justiça Trabalhista desde 1998.
      — Não matei e joguei pra cachorro comer.