Cid Gomes deixa o Senado para atuar nas eleições municipais do Ceará

Telegram

Em dezembro, o senador Cid Gomes, irmão de Ciro Gomes, se licenciou do cargo alegando “motivos pessoais”.

O retorno a Brasília está previsto para abril deste ano.

Até lá, pelo menos, Cid vai coordenar as negociações para as candidaturas do PDT no Ceará, onde a família Gomes pretende manter sua força política, visando, além da hegemonia local, uma nova tentativa de Ciro chegar ao Planalto, em 2022.

Antes mesmo de se licenciar, Cid assumiu o comando estadual do partido, em substituição ao deputado federal e líder na Câmara, André Figueiredo.

Ao longo de 2019, Cid dizia ser “zero” a possibilidade de ele ser o candidato à sucessão do também pedetista Roberto Cláudio, que está em segundo mandato na Prefeitura de Fortaleza. Figueiredo afirmou a O Antagonista que, de fato, “não existe nenhuma sinalização nesse sentido”, mas o parlamentar quis ponderar: “Tudo o que se fala em relação a qualquer candidatura neste momento não passa de especulação”.

No lugar de Cid no Senado, tomou posse o empresário do ramo da educação Prisco Bezerra, que é irmão do atual prefeito da capital cearense.

Comentários

  • Gustavo -

    Recebem salário durante a licença???

  • Nelson -

    Negócio de famiglia virou a política do Ceará.

  • Claudio -

    Essas licenças são providenciais. Quem seria o suplente? Tem um outro senador cuja suplente é sua genitora. Coincidência, não ? Coitados dos eleitores brasileiros!

Ler 32 comentários