Cidadania aciona STF contra Eduardo em embaixada

Cidadania aciona STF contra Eduardo em embaixada
Foto: Mateus Bonomi/Crusoé

O Cidadania protocolou hoje no STF um mandado de segurança coletivo preventivo em que pede que Jair Bolsonaro seja impedido de indicar o filho Eduardo para a embaixada nos EUA.

Na ação, o partido argumenta que a indicação de Eduardo configuraria nepotismo e que a jurisprudência da corte demonstra que “para cargos políticos, mesmo diante da possibilidade de maior liberdade para a nomeação, ainda é necessário observar preceitos como qualificação e pertinência técnica para a ocupação do cargo.”

“Nesse sentido foram diversos julgamentos que demonstraram que não basta a possibilidade de livre nomeação por parte da autoridade pública, mas deve o sujeito indicado ser compatível e deter as qualificações e habilidades para o exercício da função, demandando análise do caso concreto para sua verificação.”

Veja a íntegra da ação AQUI.

Mais lidas
  1. PDT acusa Bolsonaro de peculato por compra de leite condensado

  2. Justiça Federal suspende distribuição da vacina de Oxford em Manaus

  3. ENTREVISTA: Wilson Lima diz que Pazuello ajuda a 'agilizar demandas', mas que 'ainda falta oxigênio'

  4. Auditores fiscais cobram reforma tributária

  5. Sobra leite condensado, falta transparência do governo

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 115 comentários
TOPO