Cidadania cita caso de Lula para barrar Eduardo Bolsonaro

Telegram

O Cidadania vai recorrer da decisão de Ricardo Lewandowski que arquivou pedido para barrar a indicação de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

Quer uma decisão do plenário do STF. E para isso, vai citar a decisão de 2016 de Gilmar Mendes que impediu a nomeação de Lula na Casa Civil durante o governo Dilma Rousseff.

Os motivos, obviamente, são bem diferentes: um caso trata de nepotismo e outro de desvio de finalidade. Mas, ao rejeitar a ação ontem, Lewandowski não entrou no mérito da questão.

O ATAQUE DO HACKER A CRUSOÉ. LEIA AQUI

Argumentou apenas que um partido não pode fazer um pedido do tipo, via mandado de segurança, porque não representa o interesse de toda a sociedade e não seria afetado.

Em 2016, foi o próprio Cidadania (na época PPS) e o PSDB que pediram para barrar Lula.

Comentários

  • Mário -

    Este partidinho cidadania e outros pequenos foi comprado pelo pt é inacreditavel o número de partidos pequenos (pinscher) provocando pelos grandes como psol pt psdo pdt pcdob e outros de esquerda

  • Lauro -

    Cidadania ex-PPS e que era o ex-PCB (Partido Comunista Brasileiro).

  • Lauro -

    Verdade

Ler 47 comentários