Cientistas detectam infecção simultânea por duas variantes do coronavírus no Brasil

Cientistas detectam infecção simultânea por duas variantes do coronavírus no Brasil
Foto: Lorenzo Casalino, Amaro Lab, U.C. San Diego

Cientistas do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro encontraram duas linhagens diferentes do novo coronavírus numa mesma pessoa. Segundo os pesquisadores, a coinfecção permite a recombinação dos genomas do vírus, o que pode gerar variantes mais agressivas e transmissíveis.

O estudo, publicado na semana passada na revista Virus Research, foi realizado pelo Laboratório de Microbiologia Molecular da Universidade Feevale, em Novo Hamburgo, e pelo Laboratório Nacional de Computação Científica, em Petrópolis.

Foi feito o sequenciamento genético dos vírus presentes em 92 pacientes de Covid-19. Em duas mulheres, na faixa dos 30 anos, foram encontradas duas linhagens diferentes, presentes de forma simultânea.

Numa delas, havia duas variantes que circulam no Brasil desde o começo da pandemia. Na outra, além de uma forma mais antiga do vírus, apareceu também a P2, potencialmente mais transmissível.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
TOPO