Ciro diz que Haddad não tem 'energia' e 'autoridade' para enfrentar 'onda fascista'

Ciro Gomes, em ato de campanha na Rocinha, disse que uma virada nas eleições é “completamente provável”.

Para isso, voltou a tentar roubar votos de Fernando Haddad e a atacar Jair Bolsonaro:

“Ele não é má pessoa, eu não tenho nada contra a personalidade dele, mas ele não tem a energia, não tem a autoridade que é a marca para enfrentar essa onda fascista que quer tomar conta do Brasil.”

Comentários

  • Maglu -

    E o Ciro Gomes tem? Tem mesmo: ele xinga, ele bate, ele soca, ele ofende. A diferença dele para o Bolsonaro é que o Mito não é caso para camisa-de-força como o coronel doido varrido.

  • Xavier -

    Quem estiver em dúvida o que é "Fascista" e procurar no Google, vai entender de cara quem são os facistas no Brasil. Eles atribuem a nós o que eles são...

  • Karine -

    Como pode uma pessoa deseja ser presidente chamando o eleitorado que precisa conquistar de fascistas ou ele imagina que somente a esquerda consegue colocar ele no poder.

Ler 95 comentários