Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ciro é condenado a pagar R$ 8 mil para Eunício Oliveira

Em 2014, pedetista chamou ex-presidente do Senado de "pinóquio" nas redes sociais ao falar do patrimônio dele; decisão é da Justiça do Ceará
Ciro é condenado a pagar R$ 8 mil para Eunício Oliveira
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A Justiça do Ceará condenou Ciro Gomes (foto) a pagar uma indenização de R$ 8 mil ao ex-presidente do Senado Eunício Oliveira por ofensas publicadas nas redes sociais em 2014. Na ocasião, o pedetista chamou o emedebista de “pinóquio” ao falar do patrimônio dele.

O valor estabelecido será doado para uma entidade social de combate às drogas, conforme a decisão da juíza Antonia Dilce Rodrigues Feijão, da 36ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará. A magistrada entende que Ciro extrapolou o limite ético e da liberdade de expressão ao questionar a origem do dinheiro de Eunício.

“O réu ainda formula sérias acusações contra o autor ao questionar a origem do seu patrimônio suscitando que a “fortuna” do promovente decorre de contratos obscuros com a Petrobras, entretanto não produziu qualquer prova que ateste que essa informação é verossímil, dessa forma não observou o compromisso ético em somente divulgar informações verídicas e amparadas em indícios de ocorrência de supostos crimes pelo autor”, diz a juíza na decisão.

Ciro e Eunício já trocaram diversas ofensas publicamente. Como mostramos, na semana passada, o emedebista foi condenado a pagar R$ 50 mil em danos morais ao pedetista. Na ação, Ciro mencionou uma série de episódios em que teria sido ofendido por Eunício. Em entrevista em novembro de 2015, por exemplo, o ex-presidente do Senado se referiu ao pedetista como “batedor de carteira”“sem escrúpulos” e “cooptador de partido”.

Mais notícias
TOPO