Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ciro Gomes admite que Cuba é uma ditadura e critica política externa do PT

O presidenciável afirmou, em uma peça publicitária, que os governos petistas viviam com 'desculpas para as ditaduras, desde que rotuladas de esquerdistas'
Ciro Gomes admite que Cuba é uma ditadura e critica política externa do PT
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Ciro Gomes, que tenta se colocar como uma opção entre Jair Bolsonaro e Lula, admitiu nesta sexta-feira (15) que o regime cubano é uma ditadura.

Em mais uma peça publicitária elaborada por João Santana, o pedetista equipara o embargo econômico dos Estados Unidos à manutenção regime autoritário.

“Nosso querido povo cubano está sofrendo. Existem duas bombas-relógio armadas há muito tempo sobre esse povo valoroso: uma é o bloqueio econômico, outra é a ditadura política. Desarmá-las é uma tarefa que cabe ao povo cubano em sua auto-determinação. Mas, que também merece a atenção e a solidariedade internacionais.”

Ciro Gomes ainda criticou a política externa dos governos petistas.

“A política externa brasileira não pode ser condescendente, como é no governo Bolsonaro, com o desrespeito à soberania de Cuba. Nem deve seguir o figurino da política exterior do PT, marcada por velhos hábitos latino-americanos, […] cheia de desculpas para as ditaduras, desde que rotuladas de esquerdistas.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO