Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ciro Gomes diz que 'Ato Institucional BolsoBraga' seria mais violento que o AI-5

Em vídeo, presidenciável do PDT defende impeachment de Jair Bolsonaro e afirma que ameaças de Braga Netto contra as eleições de 2022 tinham como objetivo 'a volta da ditadura'
Ciro Gomes diz que Ato Institucional BolsoBraga seria mais violento que o AI-5
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Em vídeo divulgado nas suas redes, Ciro Gomes chamou a ameaça de Braga Netto de não haver eleições em 2022 caso o Congresso não aprove o voto impresso de “Ato Institucional BolsoBraga” — e que ele seria “mais violento que o AI-5”.

Segundo o presidenciável do PDT, só a Velhinha de Taubaté, personagem de Luis Fernando Verissimo, acreditaria “que o general Braga Netto não mandou uma ameaça ao Congresso”.

“O general não estava ameaçando apenas as eleições. Na mensagem macabra estava implícito o fechamento do Congresso, do Supremo e de todas as instituições livres. Era simplesmente a volta da ditadura”, afirma Ciro no vídeo.

Para o pedetista, o “ato institucional” de Jair Bolsonaro e Braga Netto seria “mais violento que o AI-5, pois o ato máximo do arbítrio da ditadura militar veio gradativamente, após quatro anos de perdas constantes de liberdades. O Ato Institucional BolsoBraga chegaria de chofre”.

No vídeo, Ciro diz ainda que o Brasil é complacente com os “sucessivos abusos de Bolsonaro” e defende o uso das “ferramentas pacíficas da democracia”. “A principal delas é o impeachment!”

Pelo que “BolsoBraga” dá a entender, aquela assessoria de João Santana está funcionando a todo o vapor.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO