Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ciro sobre Haddad: 'aos puxa-sacos eu entendo, só não os respeito'

Nas redes sociais, pedetista respondeu a declarações do petista no Conversa com Bial e disse que o ex-prefeito tem que ser 'bajulador eterno' de Lula
Ciro sobre Haddad: aos puxa-sacos eu entendo, só não os respeito
Reprodução/redes sociais

Ciro Gomes foi às redes sociais rebater a entrevista de Fernando Haddad ao programa Conversa com Bial, que foi ao ar na Globo na noite desta segunda, 23.

No programa, o petista disse a Pedro Bial que só foi candidato à Presidência porque Lula o escolheu como poste —quer dizer, seu vice— e rebateu críticas de que a estratégia tenha insuflado o antipetismo e favorecido Jair Bolsonaro.

“Política você faz com reciprocidade. Políticos que cospem no prato que comeram, que não têm coerência na sua trajetória, que mudam de lado, eu não consigo respeitar”, disse Haddad, em indireta para o pedetista e ex-tucano.

“Eu não ia deixar o Lula na mão de jeito nenhum. De jeito nenhum! Se o Ciro quer me ofender no teu programa por causa disso, o problema é dele. Eu não vou me rebaixar ao nível dele para retrucar o que ele está falando ao meu respeito”, acrescentou o ex-prefeito de São Paulo.

No Twitter, Ciro respondeu bem ao estilo dele:

“Aos puxa-sacos eu entendo, só não os respeito. Tudo que Haddad tem na vida política deve a Lula. Já eu, a ele não devo nada. Por isso sou livre para criticá-lo. Haddad, não! Tem que ser seu bajulador eterno, sempre da turma do amém.”

O pedetista prosseguiu: “Haddad aceitou ser poste. Eu jamais aceitaria. Sua subserviência, incompetência e falta de amor ao país, deu a presidência do Brasil ao Bolsonaro”.

E concluiu assim: “Haddad e Lula seguem abraçando bandidos conhecidos e atacando quem os enfrenta de cabeça erguida. Está aí minha missão: livrar o Brasil de Bolsonaro e do lulopetismo corrompido”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO