Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ciro vai apoiar ex-mulher na disputa ao governo do Piauí

O ministro acompanhará do Planalto as eleições no estado. No grupo de Wellington Dias, o candidato deve ser o secretário de Fazenda em aliança com o MDB
Ciro vai apoiar ex-mulher na disputa ao governo do Piauí
Reprodução/redes sociais

A deputada federal Iracema Portela (PP-PI) deve concorrer ao Governo do Piauí, representando o grupo político do ministro-chefe da Casa Civil e presidente nacional do PP, Ciro Nogueira.

Ao aceitar o cargo na equipe de Bolsonaro, Ciro abriu espaço para a candidatura da ex-mulher. “Aceitei essa missão e vou ficar no governo“, diz o senador, que tinha planos de disputar as eleições em 2022. Mas pode coordenar a campanha em seu estado do Palácio do Planalto porque tem mandato garantido no Senado até 2027. Enquanto exerce o cargo na Presidência, sua mãe e suplente, Eliane Nogueira (PP-PI), fica em seu lugar.

Iracema, mãe de duas filhas de Ciro, é, como o ex-marido, de uma família tradicional da oligarquia do estado. Seu pai, Lucídio Portela, foi governador, como o tio, Petrônio Portela, que também esteve na presidência do Congresso e no Ministério da Justiça nos governos militares. Antes do relacionamento com Ciro Nogueira, Iracema foi casada com outro político, Guilherme Melo, ex-vice-governador e ex-governador do Piauí, com quem teve uma filha.

Na oposição a Ciro e Iracema, o candidato deve ser o secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, do PT, considerado sucessor natural do governador Wellington Dias (PT). No estado, petistas são aliados do MDB, que deve indicar o vice, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themistocles Filho (MDB). 

Apesar da parceria no estado, o senador Marcelo Castro (MDB-PI) descarta uma aliança com Lula. O ex-presidente esteve no Piauí na viagem pelo Nordeste de agosto e conversou com líderes regionais, na costura para a chapa da disputa presidencial. Mas Castro diz que o MDB tem nome próprio para o Palácio do Planalto. “Nossa aliança com o PT é regional. Nossa candidata é a senadora Simone Tebet (MDB-MS). Ela tem todos os predicados. É uma pessoa muito inteligente e de posições firmes“, afirma Marcelo Castro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO