Cloroquina encalhada

Telegram

Nelson Teich se recusou a ampliar o uso da hidroxicloroquina sem um protocolo específico para tratamento precoce da Covid-19.

Em consequência, o medicamento produzido por ordem de Jair Bolsonaro encalhou nos hospitais.

O Exército já produziu até o momento 1.250.000 de comprimidos, com matéria-prima importada da Índia.

Leia também: Bolsonaro, sobre a PF: "Vou interferir. Ponto final"

Do total, 1 milhão de comprimidos foram distribuídos na rede civil e 250 mil em hospitais militares.

Comentários

  • Eduardo -

    So vão tomar essa droga os fanaticos do “mito“. Ainda bem que ela pode ser prescrita e CURA! ou CONTROLA outras doenca podendo mitigar o sofrimento de muitos dos nossos cidadãos.

  • gilberto -

    Se o MS tivesse recomendado o uso da cloroquina a 1 mês atrás, hoje o número de mortos seria bem menor. Com o uso precoce veremos a taxa de internações e mortes caírem drasticamente, daí sim, t

  • Sandra -

    Começa administrando ao Guedes, Damares, Bolsonaro e demais ministros militares como prevenção, vamos ver que acaba primeiro, os ministros ou a cloroquina

Ler 159 comentários