Cloroquina nas urnas

Cloroquina nas urnas
Foto: Marcos Corrêa/PR

Médicos que defendem remédios ineficazes contra a Covid aproveitam a fama nas redes sociais para se candidatar ou ocupar cargos públicos, além de fortalecer canais em favor de Jair Bolsonaro.

O Estadão identificou alguns médicos defensores dos remédios inócuos que participaram das eleições de 2020. 

O caso mais notório é o de Raíssa Soares. Em outubro do ano passado, ela fez campanha para o então candidato Jânio Natal (PL), que concorria à prefeitura de Porto Seguro. O político foi eleito e nomeou Raíssa como sua secretária da Saúde. Agora, a médica já fala em concorrer ao cargo de governadora da Bahia em 2022.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO