CNJ arquiva pedido para barrar paralisação de juízes

A desembargadora Daldice Santana, conselheira do CNJ, mandou arquivar pedido de liminar para suspender a paralisação dos juízes federais em defesa do auxílio-moradia, marcada para amanhã.

Um advogado entrou com o pedido no conselho para barrar a paralisação, por considerá-la inconstitucional. Daldice argumentou que o CNJ não tem o poder de controlar entidades da magistratura.

É um argumento do sindicalismo de toga.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Juiz Mamador Grevista Sindicalista e Revoltadinho disse:

    Avante, companheiros! Mamadores unidos, jamais serão vencidos!

Ler comentários
  1. O nome me lembra disse:

    Uma celeuma havida em São Paulo porque ela ainda lá trabalhava apesar de ser Conselheira no CNJ , algo que a uns poucos desembargadores do TRF 3 parecia anômalo . Foi isso mesmo o que foi noticiado ?

  2. Borges disse:

    Toda greve é uma violência contra o povo; essa, pelo motivo, chega a ser um escárnio.

  3. Borges disse:

    Penso que essa greve sinaliza que a mentalidade petista está infiltrada no judiciário. Onde não está?

  4. Ticu Soares disse:

    Para nós vermos como esse judiciário é corporativista, greve de juízes é inconstitucional!!

  5. Marcos Galvao disse:

    Por um lado é bom. Mostra que precisamos mais que uma reforma política uma reforma judiaciaria. Não tem a menor condição dessa cambada suja julgar qq coisa.

  6. Berenice disse:

    Pergunto: Ela tem também o auxílio moradia?