ACESSE

CNJ proíbe juiz do Maranhão de fazer lives com políticos

Telegram

Acompanhe nossas notícias também pelo Google Notícias.

Acesse nossa página no serviço de notícias do Google e clique em SEGUIR ou no ícone

O corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, proibiu o juiz Douglas de Melo Martins, de São Luís, de participar de lives com políticos, pré-candidatos ou militantes partidários.

O pedido foi feito ao CNJ pelo senador Roberto Coelho Rocha (PSDB-MA), que apontou participação do magistrados nas conversas pela internet.

Anúncios dos debates nas redes incluíam logotipo de parlamentares ou pré-candidatos.

Martins foi chamado para falar sobre o lockdown que ele mesmo decretou no Maranhão, no mês passado.

“O magistrado, por estar investido de jurisdição e possuir o mister precípuo de julgar, tem o dever de resguardar sua imparcialidade, sua impessoalidade e preservar para que suas decisões judiciais, sua imagem e a própria imagem do Poder Judiciário como um todo não sejam atreladas a interesses político-partidários de qualquer natureza”, diz a decisão.

Tem outro juiz querendo governar o Maranhão

 

Leia também: POR QUE BOLSONARO QUER A PF DO RIO? (UMA TENTATIVA 'ESCANDALOSA')

Comentários

  • Maria -

    Certíssimo. No Brasil, a orgia entre justiça, executivo e legislativo é uma vergonha que não se vê em países civilizados.

  • Dalila -

    Que imoral.

  • José -

    Juiz vermelhinho! Coitado do Maranhão! Coitado do povo!

Ler 5 comentários