CNJ RECRIA AUXÍLIO-MORADIA SEM DISCUSSÃO

Em menos de 1 minuto e sem qualquer discussão entre seus membros, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) acaba de aprovar a recriação do auxílio-moradia.

O texto aprovado, que não foi divulgado oficialmente antes da sessão, prevê pagamento de até R$ 4,3 mil, mesmo valor que era depositado até o mês passado para todos os juízes do país.

A nova resolução restringe o pagamento a juízes transferidos de cidade sem imóvel próprio ou funcional no novo local de trabalho.

Não sessão, não foi divulgada nenhuma estimativa oficial de custo para o benefício. Segundo a assessoria do CNJ, um “levantamento preliminar” indica que cerca de 1% dos 18 mil juízes do país terá direito ao pagamento pelas novas regras.

Se 180 juízes pedirem o valor máximo permitido, o gasto total seria de R$ 787,9 mil por mês.

Leia AQUI a íntegra da resolução aprovada.

Comentários

  • jbarretoc@uol.com.br -

    Dinheiro e fama podem se tornar um fardo para par o Ser Humano.

  • JOSE -

    Vergonha!

  • ANTONIO -

    Será que um dia haverá uma justiça justa para todos os brasileiros, até quando " os que fazem justiça agirão somente em benificio próprio........isso precisa mudar.

Ler 262 comentários