ACESSE

CNMP pune procurador que chamou Bolsonaro de 'bunda-suja e fascista'

Telegram

O Conselho Nacional do Ministério Público decidiu suspender por 30 dias o procurador de Justiça da Bahia Rômulo de Andrade Moreira, acusado de ofender a honra de Jair Bolsonaro, registra O Globo.

Logo depois das eleições de 2018, em um blog, Moreira chamou o então presidente eleito de “bunda-suja, fascista, preconceituoso, desqualificado, homofóbico, racista, misógino, retrógrado, arauto da tortura, adorador de torturadores, amante das ditaduras, subserviente aos militares”.

A decisão do CNMP deixará o procurador um mês afastado de suas atividades profissionais, sem receber salário. Para o relator do processo, o conselheiro Luciano Nunes Maia, Moreira extrapolou seu o direito à liberdade de expressão.

Bolsonaro muda: quem ganha poder no Planalto? (e quem perde) Leia mais

Comentários

  • Carmen -

    Mas é Gilmar Mendes que mais que extrapolou sobre a honradez de DELTAN? Nada acontecerá? ?

  • Fátima -

    Quando deixamos de ser um país democrático? Cadê a ofensa do esquerdista contra o PR? CNMP, pára com esse circo. O pretexto pra punir o Deltan é grotesco.

  • PAULO -

    Dá um Prozac pra esse cara, está com ódio além da conta.

Ler 83 comentários