COB: os Dez Mandamentos não bastam

O Comitê Olímpico Brasileiro aceitou assinar com o Ministério do Esporte um Termo de Ajustamento de Conduta para informar ao governo o que faz com os R$ 200 milhões que recebe por ano de dinheiro público, informa a Coluna do Estadão.

Em decorrência da acusação do Ministério Público de que Carlos Arthur Nuzman desviou dinheiro do COB, a entidade vai alterar o regimento interno e será obrigada a detalhar aos órgãos de fiscalização quanto repassa às confederações de várias modalidades olímpicas, os salários dos diretores e os investimentos que faz no setor.

“O acordo deve ser assinado no dia 3.”

Como dissemos em relação ao PSDB: os Dez Mandamentos não bastam.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Mais uma joça que nem deveria existir. Onde existe gente mexendo com dinheiro alheio, não faltará oportunidades para roubar uma parte, mesmo que sejam anjos probos. Como diz o ditado: “Fundem uma Sociedade das Pessoas Honestas, e todos os ladrões farão parte dela”.

Ler mais 9 comentários
  1. Mais uma joça que nem deveria existir. Onde existe gente mexendo com dinheiro alheio, não faltará oportunidades para roubar uma parte, mesmo que sejam anjos probos. Como diz o ditado: “Fundem uma Sociedade das Pessoas Honestas, e todos os ladrões farão parte dela”.

  2. Isso significa, depreendendo, que jamais, em tempo algum, o Ministério do Esporte preocupou-se em saber o que se fazia com (apenas) R$ 200 milhões que despejava anualmente para alguns tomarem conta. Se isso não é merecedor de processo nas costas de ministros e funcionários que ocuparam a pasta todos esses anos, então batamos palmas novamente para o TCU e ministros do STF. O único que eu deixaria de fora seria o Bessias, pois consta que somente entregava o termo de posse para a tchurma…

  3. Então, antes não prestava contas????????????????
    Como assim, entrega R$ 200 milhões por ano e…
    Que festa heim…
    Quantos outros recebem e não prestam contas…?
    Tudo, tudo, tem que ter planejamento antes…e informar onde?como?quando?por que?com quem?
    E depois comprovar!!!

  4. E aí a gente pergunta: mas isto, básico, não era feito até agora?
    Corte totalmente a verba pública desta porcaria!
    Vai poupar a entidade de ter de se explicar novamente daqui há 3 anos porque não seguiu a recomendação da data de hoje. Se não fez até agora, não vai fazer mesmo!

  5. Extinga-se tal antro de corrupção! Para quê gastar R$ 200 milhões de nosso suado dinheiro para nos fazer passar vergonha a cada 4 anos? Não é nem nunca foi função constitucional de um (des)governo falido sustentar “atrétas”, principalmente à base de mutretas!

  6. Nada vai mudar, os desvios vão continuar. Está no sangue de cada um naquela instituição comandado pelo preso, chefe mor e guru da roubalheira de quem continua lá. Enquanto um renomado desportista de sucesso que tenha sua ficha esportiva totalmente limpa não assumir, aquilo só fará sumir recursos para bolsos indevidos. O tal preso, era esportista medíocre e viu na atividade uma forma de enriquecer criminosamente. Conseguiu, graças a acordos espúrios com federações e ministério dos esportes.